‘Hypnotic’: o thriller psicológico que todo mundo está assistindo na Netflix

Filme aborda traumas psicológicos e fobias que podem se desencadear em todos nós.

A Netflix é um serviço de streaming que o tempo inteiro está criando e buscando novos conteúdos para incluir em sua plataforma. Alguns títulos simplesmente não vingam, em contrapartida, há outros que se destacam e ocupam altas posições. ‘Hypnotic’, protagonizado por Kate Siegel (A Maldição da Residência Hill), está fazendo sucesso entre o público brasileiro.

Acima de tudo, o longa configura o TOP 10 nacional e também garante posições de destaque no ranking internacional. Entretanto, o que justifica essa recepção por parte das pessoas? Com produção de Suzanne Coote e Matt Angel, conhecidos por ‘Legends of Tomorrow’ e ‘Vende-se Esta Casa’, a história mistura elementos que chamam atenção do espectador.

Cartaz promocional de Hypnotic.
Cartaz anunciando a estreia de ”Hypnotic’. (Imagem: Divulgação/ Netflix)

“Hypnotic é uma trama eletrizante, cheia de elementos psicológicos e inúmeras reviravoltas. Nós amamos filmes assim, e esperamos que o público aproveite essa viagem”, contou Angel.

O enredo nos apresenta Jenn, uma mulher que sofre de ansiedade e busca tratamento psicológico. Seguindo a recomendação de uma amiga, procura por Dr. Maude, um famoso hipnólogo, contudo, o médico faz com que a protagonista se sinta incapaz de diferenciar a realidade das mentiras contadas por ele. Ou seja, Maude não tem nenhuma intenção de ajudar Jenn.

Em apenas uma hora e meia, ‘Hypnotic’ consegue construir uma cadeia de acontecimentos envolventes e bem-amarrados, onde o roteiro de Richard D’Ovidio trabalha a evolução da personagem principal, evidenciando suas fraquezas e as consequências do suposto ‘tratamento’ através da hipnose. Sobretudo, é notável a intenção de fisgar quem está assistindo nos primeiros trinta minutos, e realmente o objetivo é alcançado, todavia, do meio pro final o filme perde o dinamismo e algumas atuações se tornam caricatas.

Jenn em consulta com Dr. Maude.
Jenn em uma consulta que parece ajudá-la, entretanto, suas fobias ficam ainda maiores. (Imagem: Reprodução/ Netflix)

O uso das fobias em ‘Hypnotic’ é alvo de elogios dos internautas

Quem sofre de traumas pode passear por diferentes níveis de reações emocionais, e a abordagem nos faz querer saber mais sobre esse método de cura. Mesmo com escorregões no caminho e um final previsível, que você descobre o que irá acontecer antes do desfecho das tramas, o filme sustenta sua proposta e mantém a firme base na argumentação psicológica. Nas redes sociais, há diversos elogios referentes à obra, em outras palavras, de maneira geral conseguiu cativar. Confira alguns comentários:

“Meus pensamentos finais sobre Hypnotic na Netflix: tem uma vibe de thriller de conspiração e paranoia nos anos 70 que eu gostei. Muitas cenas de pessoas confinadas pela arquitetura… legal e claustrofóbica. Kate Siegel é uma ótima atriz.”, apontou um internauta.

“Não importa qual gênero de filme você gosta, mas por favor, assista Hypnotic na Netflix. Esse cara, ele encontra a sua fobia, e quando não consegue te controlar, a utiliza para te matar”, revelou outro, explicando mais sobre o perfil de Maude.

Contudo, há quem tenha feito piadas sobre a sequência de cenas. “Assistindo a nova produção na Netflix, custo a acreditar que esses millennials atendem telefones para serem colocados sob um transe, especialmente de números bloqueados. Eu tenho só três parentes que atendo, todas as outras chamadas vão direto para o correio de voz”.

Trailer (Netflix Portugal):

Então, se você ainda não assistiu o filme, que tal aproveitar o feriado e fazer isso? Para ficar por dentro de tudo que acontece no universo dos filmes, séries e streamings, acompanhe o Cinepoca também pelo Facebook e Instagram.

Mais lidas

Veja também